Em qualquer empreendimento devemos planejar todo o negócio, porque a falta de planejamento pode levar ao fechamento da empresa.

Vejam só: se não planejarmos como serão os processos internos da empresa (fluxo de materiais necessários, equipamentos) a tendência é improvisar a todo instante e começar a comprar além das necessidades e falando em compras, o controle de estoques deve ser prioridade para não gastar além do indispensável.

Equipe: será necessário contratar pessoal? Se for, então verifique os custos (salário, benefícios, encargos), as qualificações necessárias e para qual ou quais áreas serão necessários.

Observe também uma organização financeira, pois isso é essencial para saber se o negócio é viável e você deverá estudar se a expectativa de vendas irá atender e cobrir o investimento realizado e ainda ter lucro.

Um bom planejamento financeiro requer alguns cuidados para que você possa enxergar o futuro de seu negócio. E lembre-se que é através desse plano que o empreendedor irá fazer um teste se o negócio será lucrativo ou não.

O empreendedor deverá planilhar os investimentos e gastos realizados e comparar com as perspectivas das vendas que projetou e através disso ter uma ideia da viabilidade do empreendimento, corrigindo o que for necessário para que o negócio possa dar certo.

Atentar para os seguintes itens:

> Estoques: o que será necessário de estoque de mercadoria ou produtos para o empreendimento funcionar

>  Capital de giro: quanto será necessário para o negócio funcionar, qual valor que devo ter em caixa para que possa realizar minhas operações

> Investimentos fixos: móveis e equipamentos necessários para o negócio funcionar

> Investimentos pré-operacionais: o que será investido para a abertura do negócio

> Vendas: qual minha expectativa de vendas, quanto irei vender em determinado período

> Custos: qual o custo dos meus produtos, qual o giro dos estoques

> Custos fixos: quais são os custos ou despesas fixas

Ao fazer um planejamento observando esses itens o empreendedor poderá avaliar o quanto será gasto para iniciar o negócio, poderá ter ideia do valor que deverá ter em caixa para o dia a dia, além de prever o retorno que terá sobre o investimento.

Por fim, no decorrer das atividades, atentar para a gestão de custos, que nada mais é do que administrar os gastos para que possa ter a noção dos valores despendidos nas várias etapas do empreendimento.

E por essa ótica, com uma boa gestão de custos, o empreendedor poderá verificar se os valores cobrados por ele por suas vendas estão de acordo com a realidade, se estão lucrativas.

Importante salientar que os custos podem ser fixos e variáveis. Eles são fixos quando são rotineiros, tais como aluguéis, salários, labore. E são variáveis quando variam conforme a venda ou produção, tais como comissão de vendedores, impostos sobre a venda.

Ter o controle sobre os custos poderá facilitar a formação do preço do seu produto, além disso, com uma boa gestão, o empreendedor provavelmente gastará menos e assim poderá lucrar mais!!

E quando colocar seu negócio em prática, tenha um contador por perto, para sempre lhe auxiliar no que for necessário!

Um abraço

Contabilidade Abreu

Categoria:

Tags:

Sem respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *